Come o mar com estas receitas | Receitas

O verão está cheio de modas passageiras: a canção de outrora, o bar que dura uma temporada, a garçonete que todo mundo gostaria… no entanto, há poucos clássicos que perserveren no tempo.

E, nesta categoria, encontramos um tipo com pinças e outro de olhar vazio: o marisco e o peixe. Os dois alimentos prometem mais nutrientes que Sabrina e trazer mais longevidade de Georgie Dann. Então, se você quiser tirar proveito destes clássicos imprerecederos, veja abaixo quatro pratos que você pode eleborar com eles. Mas não oferecemos uma receita vulgar e corrente, mas uma que te interessa muito, porque se cozinha rapidamente e, além disso, de forma muito fácil. De nada.

> Lagosta

> Amêijoas

> Dourada ao sal

> Fideuá

Com estragão e com a consciência tranquila, porque cientistas da Universidade de Oslo, demonstraram que os gritos e a agonia do pobre lagosta não é mais que uma lenda urbana. “Não há cérebro, não há dor”, concluíram. Então, mãos à obra. Oferecemos uma receita simples para preparar em cinco passos. Os únicos gritos que se ouvem são os das pessoas que você convidar para ” o zampársela.

Ingredientes

(para duas pessoas):

– 1 lagosta fresca ou congelada por pessoa
– 30g de manteiga
– 1 copo de xerez seco
– 3 ramos de estragão
– 100ml de azeite de oliva
– Sal e pimenta-do-reino

Passo a passo

1) Compra uma lagosta. Se é fresca, peça ao pescadero que te parta de cima para baixo. Se é congelada, e antes de cortar você mesmo com uma faca bem afiada, deixe-a na geladeira a noite antes sobre uma assadeira com grelha.

2) Lavagem com água fria, três raminhos de estragão e descarta os troncos. Pique as folhas finamente com uma faca e mézclalas com um copinho de azeite de oliva virgem. Novo código de processo.

3) pré-aquece o forno a 1900. Sujo com óleo uma assadeira e coloque a lagosta com a carne para cima. Salpimienta, riégala com o jerez e espalha sobre ela 30g de manteiga que você terá de molde previamente no micro-ondas. Introdúcela no forno.

4) Passados cinco minutos, adicione um pouco de óleo de estragão. Deixa que se faça mais cinco minutos…. e pronto!

Truques

Vá por ela
Existem muitas variedades de lagosta: americanas, africanas, do Mediterrâneo, do berçário… Mas as melhores são as vermelhas e as Reais. Se a compras fresca, verifica-se que está viva e intacta, com todas as pernas inteiras. Se possível, torne-se com uma fêmea: tem mais carne do que os machos.

Muda de licor
O esguicho de jerez é complementado na perfeição com o sabor do estragão, mas você pode levar esta receita para o seu terreno e usar conhaque ou uísque.

Dê calor
Certifique-se de que o forno está bem quente antes de colocar a lagosta. Assim manterá todos os seus sucos e não se ficará seca. Se não tiver forno, você pode usar a prancha.

Acompáñala
Descasca-se de um cabo e faça bolinhas com a polpa. Friélas, junto com uns tomates cereja, e molha o conjunto com o óleo de estragão.

Como costuma ocorrer com a paella, no caso de as amêijoas à marinheira também cada maestrillo tem sua cartilha (e também todos os filhos do vizinho, jura e perjura que as suas são as melhores). Não vamos cair na armadilha fácil de dizer que as nossas dão sopas com honda às do resto de fogareiros. Mas sim, podemos ter a certeza de que, em apenas vinte minutos, você poderá desfrutar de um prato delicioso e muito equilibrado. Puro sabor de mar.

Ingredientes

(para quatro pessoas):

– Um kilo de amêijoas
– Uma cebola
– Dois dentes de alho
– Uma pitada de colorau picante ou doce
– Uma colher de sopa de farinha
– Um copo de vinho branco
– Três colheres de sopa de azeite de oliva
– Cinco ramos de salsinha
– Uma folha de louro

Passo a passo

1) Coloque uma colher de sopa de sal em uma tigela cheia de água fria e deixe as amêijoas de molho durante uma hora.

2) Descasque a cebola e os alhos, e pícalos bem finos. Depois, sofríelos em uma frigideira por uns cinco minutos.

3) Dê o colorau e a farinha, e cozem-se durante um minuto a mais.

4) Adicione o vinho, o louro e as amêijoas, e espera até que se abram.

5) Retifica de sal, polvilhe com a salsa picada e serve-se rapidamente.

Truques

Vivitas e ativa
Como ocorre com o resto dos moluscos, mariscos devem estar vivas no momento de ser cozinhadas. Verifica-se que as válvulas estão muito prietas ou que se fecham quando você toca com o dedo.

As coisas claras
Se o molho fica espessa, tente aligerarla com um pouco de água.?Se, pelo contrário, tem ficado um pouco clara, adicione uma colher de sopa de pão ralado.

Tortas
Teste a tostar alguns pedaços de pão para acompanhá-las.

Na companhia
As amêijoas à marinheira casam perfeitamente com um vinho branco frutado servido muito frio.

A cozinha, a sal é tão antiga como as viagens no barco dos Fenícios. Usando esta técnica marcadamente mediterrânica conseguirá pratos cheios de sabor e baixíssimos em calorias. E além disso, muito fáceis de fazer. Você só tem que cobrir totalmente um bom peixe ou uma boa carne com sal umedecida e leve para assar. Estrénate com um clássico: a dourada. Te explicamos como fazê-lo em cinco passos, e te contamos com cinco truques.

Passo a passo

1) Compra uma dourada bem fresca, de um quilo, aproximadamente, e pede na peixaria que a vacíen pela boca e que te dêem sem descamar.

2) Aquece-se o forno a cerca de 220 graus.

3) torne-se com dois quilos de sal gorda, humedécela ligeiramente e espárcela metade em uma travessa refratária, bem apertada e achatada.

4) Coloque a dourada sobre este leito de sal e cúbrela com o restante, apertando levemente para que fique compacta e uniforme.

5) Introdúcela no forno e deixe que passem de 35 a 40 minutos (ou sácala quando você vê que o sal se resquebraja)

Truques

Coe
Não desperdice o impacto visual desenterrando a dourada na solidão de sua cozinha. Assim que estiver pronta, sácala do forno, leve-a para a mesa e quebra a crosta contra os comensais com a ajuda de um pequeno martelo.

Teste ‘raspa’ novas
• Misture uma colher de sopa de farinha por cada quilo de sal e polvilhe com um pouco de água.
• Amassa o sal com uma clara de ovo e adicione algumas gotas de água.
• Utiliza os três ingredientes: sal, gordura, farinha e clara de ovo, e molhe um pouco a mistura.

Coloque o molho
A melhor, a armênia. Pica de um pote de alcaparras, picles, hortelã, salsa, cebola e tomate. Misture-o com maionese, uma pitada de mostarda e algumas gotas de oportoo conhaque.

Com carne…
A técnica é idêntica. Você pode usar qualquer tipo de carne, desde que seja de primeira qualidade. Tenha em mente que você terá que hornearla entre uma hora e uma hora e 15 minutos.

…ou grelhado
O sal também permite cozinhar de ferro, sem gordura: basta aquecer uma camada fina de sal até que crepite, roasting a carne ou o peixe depois.

Muitos grandes invenções são frutos do acaso. A fideuá não ia ser menos. Contam que há anos alguns marinheiros de Fortaleza, o berço deste prato, fizeram-se ao mar dispostos a desfrutar de uma boa paella… mas se esqueceram
do arroz (para sorte do nosso paladar) tiveram que fazê-lo com macarrão. Nós ensinamos-lhe a cozinhar
este delicioso e de verão erro gastronómicocrepite, roasting a carne ou o peixe depois.

Ingredientes

– 400 g de macarrão para fideuá
– Um litro de caldo de peixe
– Duas fatias de tamboril
– Oito camarões
– Uma grande sépia
– Uma cebola
– Três tomates maduros
– Dois dentes de alho
– Cinco colheres de sopa de azeite de oliva
– Uma colher de chá de pimentão doce
– Sal

Passo a passo

1) Enquanto vai aquecendo-se o caldo em uma panela, lava a sépia e corte-as em cubos, descasque a cebola e o alho e pícalos, e ralla os tomates.

2) Em uma panela baixa, dora, os pedaços de tamboril e resérvalas. Em seguida, frite ligeiramente os camarões.

3) Adicione a cebola e o alho. Sofríelos durante três ou quatro minutos, e acrescente o tomate.?Quando já estiver confitado (uns seis ou sete minutos), adicione a sépia, sobe um pouco o fogo e rehogala durante três minutos. Despeje o macarrão, tempera com pimenta e agitar um pouco.

4) Adicione o caldo quente, sala e deixe cozinhar em fogo vivo durante cerca de 10 minutos.?Passado esse tempo, se a quantidade de caldo está bem calculada, a camada superior de macarrão ficará seca. Baixa o fogo, coloque sobre a fideuá o tamboril cortado em pedaços e os camarões, e mantenha-a no fogo por cerca de cinco minutos (ou até que o caldo acabe de evaporar).

Truques

Use qualquer pasta
Macarrão podem ser mais ou menos finos, de acordo com o gosto. Não te cortes e faça testes até encontrar o tamanho que melhor resultado se dê.

Sei fornecido
Se você quiser que o seu fideuá fique perfeita, toma nota, a proporção exata de macarrão e de caldo, que deverá utilizar: três partes de caldo por uma de macarrão.

Faça mais caseira
Coloque a refogar em uma panela seis galeras, seis caranguejos, uma cabeça de tamboril, meio quilo de peixe de rocha e uma aranha. Adicione um litro e meio de água, tampe a panela e mantenha em ebulição durante cerca de 45 minutos. Passado esse tempo, coe o caldo (não se esqueça de apertar bem os caranguejos e as galeras para extrair todo o suco do seu interior).

Deixe uma resposta